“As estatísticas são patrimônio imaterial do Brasil”, defendeu Flávio Dino em evento contra o Apagão Estatístico

.

o governador Flávio Dino participou do lançamento virtual do Manifesto contra o Apagão Estatístico. “Com muita convicção participei deste evento contra o Apagão Estatístico que o Brasil pode atravessar. Mais um projeto obscurantista que temos que evitar. O Brasil precisa de conhecimento e planejamento, por isso precisamos que o IBGE possa fazer seu trabalho com qualidade”, afirmou o governador do Maranhão. 

Para Flávio Dino, o apagão estatístico é um projeto de poder ‘serial killer’, em direção às trevas, representando a negação da luz que o conhecimento traz. 

“Hoje mesmo passamos o dia brigando por vacina e vacinação e o que nós vimos é uma coerência: o apagão estatístico é coerente com a visão que este governo tem em negar parâmetros técnicos na escolha da vacina, por exemplo. Nós precisamos opor as forças das trevas à luz que o conhecimento, a ciência e a tecnologia podem trazer. É um projeto anti-iluminista que está em curso no Brasil”, disse Dino.

O governador destacou que as estatísticas do País remetem a uma ideia não de fotografia mas de um filme. Ele disse que não se trata de um ‘retrato’ mas é toda uma dinâmica que pode ser perdida.

“Essas estatísticas são um acervo, um patrimônio imaterial do Brasil. Alterar a metodologia levará a que uma série histórica seja deturpada, o que constitui um dano irreparável. Mesmo em outro momento, havendo correção de rumos, se gerará um hiato em uma sequência estatística, dificultando que as gerações vindouras possam planejar”, concluiu Flávio Dino.